Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Solidão Nasce Cedo

vi uma ave voar
vi uma ave
de plaino
azul
bordeando o céu.

lá na casca,
lá no antro
do mundo,
onde o sol
custa a nascer
e a lua vem
em pranto.

lá longe
onde morrem
amores,
lá onde não
existem
pontes.

lá,
onde
moram
somente
rumores
dos falidos
de dor.

lá onde,
em sofreguidão,
os homens
morrem cedo
e a solidão
nasce logo,
prateada,
mas encerada
de sós.

vi uma ave voar
vi uma ave voar...
e depois, zoada,
a vi morrer!
José Kappel
Enviado por José Kappel em 07/09/2006
Código do texto: T234671
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26785 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:03)
José Kappel