Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ver sós

Os meus versos são p'ra mim

Uma espécie de fuga

De escárnio

Censura

Mais que pura verdade

Vivida...

Os seus versos são p'ra mim

Tão longe, insensatos

Tão frios e distantes

Tão homem, tão viril

Mais que pura mentira

Tão morta...

Nossos versos são p'ra nós

Tão nós, entrelaçados

Truncados, tão raros

Tão crus

Tão nus

Tão vivos

Tão mortos

Tão nossos, que é meu, que é teu

Tão versos...
Teca Bandeira
Enviado por Teca Bandeira em 07/09/2006
Código do texto: T234889
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Teca Bandeira
Armação de Búzios - Rio de Janeiro - Brasil, 68 anos
25 textos (1044 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:23)
Teca Bandeira