Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CABOCRA MARVADA

Vou contá pra vancê
Desta cabocra marvada
Qui au mi vê dá risada
É a curpada deste padecê

Esta cabocra que ieu amo
Du rostinho lisinho e rosado
A mais linda do povoado
Seu doce nome qui ieu chamo

Mai ela caçoa do meu amô
Num tem pena de mim não
Tá estiaçado meu coração
Morrê da paixão inda qui vô

Vai findando minha vida
As veis nesta minha sorte
Inté prefiro assim a morte
Prá findá essa dô mardita

Pruquê amá sem sê amado
É a pió dô qui tem na terra
É vivê o coração em guerra
É chorá o leite derramado
Renate Emanuele
Enviado por Renate Emanuele em 09/06/2005
Código do texto: T23498
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Renate Emanuele
São Paulo - São Paulo - Brasil, 71 anos
136 textos (10572 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 05:56)
Renate Emanuele