Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VENTO...

GOSTARIA DE SER COMO O VENTO

QUE VOA SEM RUMO E

POUSA NO ROSTO DE QUEM SE AMA.

QUE É LIVRE E ETERNO

QUE DEIXA REPOUSAR NA MENTE

DE QUEM SE SENTE SER ETERNO.

ENVELHECER SEM RUMO,

MAS QUE NÃO DEIXA RASTRO,

A NÃO SER SE FOR VIOLENTO,

COMO A TEMPESTADE.

NÃO QUERO SER ETERNO,

MAS TAMBEM NÃO QUERO SER BREVE

QUERO SER PROFUNDO

TALVEZ TRANSPARENTE

TALVEZ ETERNO PARA VOCE

COMO O VENTO QUE PASSA E SOME.

MYRIAN BENATTI
(ESTE POEMA FOI FEITO EM DUPLA ,POR UM AMIGO ON LINE ,não sei corretamente seu sobrenome,mas o conheci como GILBERT CORLEONE)
Ilusão da alma
Enviado por Ilusão da alma em 09/06/2005
Código do texto: T23550
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ilusão da alma
Colorado - Paraná - Brasil, 59 anos
55 textos (6028 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:19)
Ilusão da alma