Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mágoa de Nada

Não tenho mágoa de nada
Foi tudo fruto da minha dor
E quando a dor resplandece
Parece um galho de flor
Sem as rosas; somente espinhos!
Era fome de amor
Queria pedacinhos de pão
Pra comer na tua mão
E na doçura do teu beijo
Saciar a minha sede
Mágoas inventadas por um coração
Surdo e cego
De não querer ver
A vida transparecer!
Mágoas de mim...
Meu amor!
De tanto te querer
Sem poder
Sem jamais ter
Mágoas que águas haverão de lavar
Ficarão branquinhas, branquinhas...
E na inércia do tempo, serem levadas...
Verônica Aroucha
Enviado por Verônica Aroucha em 10/06/2005
Código do texto: T23562

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Verônica Aroucha
Recife - Pernambuco - Brasil
122 textos (7751 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:27)
Verônica Aroucha