Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MINHA LÍNGUA

Nua, com muitos artifícios,
Minha dama irreverente,
Dás teu corpo e roubas a alma
Do poeta que te ama!

São pétalas perfumadas
As palavras da minha língua
Perpetuando em verso e prosa
A essência lusitana.

Mais quente e sensual ficaste
Neste chão hospitaleiro
Da minha terra brasiliana
Despindo o pesado manto europeu

E vestindo os trajes brasileiros
Dos termos da terra acrescentados,
E quando são pronunciados
Parecem sussurros de dois amantes.

Misteriosa, dona de segredos mil,
Fazes sofrer a quem tenta
Possuir-te inteiramente
Pensando que és estática.

O dinamismo é o teu cerne,
Lá tens sempre uma surpresa
Vestindo o teu vocabulário
Com roupagem de rara beleza.

08/09/06.
Maria Hilda de Jesus Alão
Enviado por Maria Hilda de Jesus Alão em 08/09/2006
Reeditado em 11/09/2006
Código do texto: T235759

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Hilda de Jesus Alão
Santos - São Paulo - Brasil
848 textos (343293 leituras)
19 áudios (10580 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:42)
Maria Hilda de Jesus Alão