Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E os Violinos Choram ...

Mas, por que ?

Pela sua sensibilidade pronunciada,
Por aquilo que conseguem dizer, e ninguém ouve ?
Ou, o simples fato de emocionar a alma dura,
Que não quer dobrar-se pelo orgulho de sentir ?
O medo da fragilidade, talvez ... e por certo.

E os violinos choram ...
Fazem chorar também de emoção, os sensíveis.
Aqueles que aos seus acordes emudecem, simplesmente.
Quem ao ouvi-los, dobram-se aos seus encantos,
Da harmonia saudável, assim como a vida sã,
Seus encantos e desencantos, risos e choros.

E os violinos choram ...
Transmitindo alegria, mesmo que expressando tristeza,
Emocionando bem ou mal, àqueles que os entendem,
O som, a pronúncia, o tom, a harmonia e o encanto,
De quem a tudo sabe colocá-lo ao ombro, passando por ele,
As nobres cordas de crina de cavalos, produzindo emoções.

E os violinos choram ...
Homenageando o amor à humanidade, que os criou,
Na intenção de proporcionar paz duradoura e eterna,
Extraindo de suas cordas a excelência da vida.
Tudo o que Deus criou, transformado em música e,
Para assim se eternizar a sabedoria da existência ...

E os violinos choram ...
Por você e por mim,
Por nós e por todos.
Na tentativa de nos fazer entender,
Humildemente um fato muito simples,
De que o choro é uma gargalhada de Vida !


Por Alexandre Boechat
Em 09 de Setembro de 2006.
Alexandre Boechat
Enviado por Alexandre Boechat em 10/09/2006
Reeditado em 11/09/2006
Código do texto: T236578
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alexandre Boechat
Petrópolis - Rio de Janeiro - Brasil, 58 anos
72 textos (5634 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:49)
Alexandre Boechat