Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Sua Benção...

Não é brincadeira de criança
Dessas que pulando casas
Faz-nos conhecer o céu
Nem tão pouco é cantiga de roda
Que se pede um lindo verso e se vai embora
Não é saudade com gosto de doce de leite
Ou de pão de casa assado em forno à lenha...

Mas é lembrança que a casa bem conheceu
Para mim será sempre uma canção
Como se cada filho ao se deitar
Uma nota em agudo ou grave fazia-se cantar

Não havia diversidade nesta composição musical
Compunha tão somente de uma frase
O pedido da benção do Pai e benção da Mãe
Para a proteção do sono e da vida...

Uma a uma as notas iam se afinando
Havendo a pausa para o refrão necessário
O “Deus te abençoe” que vinha do quarto mais distante
Trazia os nossos pais para mais perto

Curioso e belo ao mesmo tempo
É que podíamos até entoar em dupla sem querer
A mesma canção... Mas o refrão tão esperado
Era repetido onze vezes
Ora por ele, ora por ela
Um para cada um...

A sua benção Pai!
A sua Benção Mãe!
Deus os abençoe meu filho...

Haverá de ser para mim a melodia mais linda
Que chegou aos meus ouvidos...
É uma daquelas canções que quando criança se guarda
E, quando adulto, ainda que
Tenha perdido as notas aos ventos
O refrão ainda se sente... 
Em todo anoitecer...

ziza Silvestre
Enviado por ziza Silvestre em 10/09/2006
Reeditado em 10/09/2006
Código do texto: T236921

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ziza Silvestre
Ourinhos - São Paulo - Brasil, 53 anos
217 textos (14087 leituras)
1 e-livros (52 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:08)
ziza Silvestre