Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Como uma tocata de instintos...

Como uma tocata de instintos
Vislumbres pela noite infinda
Esvai feito fumaça pela janela
Este chamado, feito uivo,
Pedra bate pela janela
Vem outra badalada adiante
O tom cambaleante dos suspiros
Carícias afins para novos desejos
Diante do gozo, uma lágrima,
Outro sinal distante rebrilha
Mareiam os olhos pelo prazer
Esse brilho lembra partidas
A solidão embalada no tom de um sax
Semitons de um blues, um rock balada,
Cavalgada entre lençóis macios
O coração entre os melhores cordéis
Suspenso feito o velame da rápida nau
Se o passado se esconde entre suas coxas
A voz até cala na próxima lágrima
Antes do próximo gozo, pensa em idas,
Não, não freio este frêmito toque,
Coisas de paixão soltas pelas alamedas
Um rastro do teu perfume me segue
Mesmo do outro lado do mundo
Esta quilha se coloca no mar do retorno
Tantas cantilenas ainda a poetar
Enquanto o Sol nasce de novo

O coração só, se alegra no caminho do bom da vida!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 11/09/2006
Código do texto: T237311
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120255 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:42)
Peixão