Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem justa causa

Na pauta concorrida;
Um desejo mutilado
E lá vou eu pro fundo do baú
Da memória varrida,
Qual fora um engano
Um mero tabú
Para ser esquecido,
Apagado.
 
Teias tramadas no vento,
Palavras rabiscadas
Sem nenhuma cortesia.
Riso sem contentamento;
Seco e ágil,
Mágoas quebradas
A mais pura covardia;
E lá vou eu, frágil
Catando cacos
Que não formam quadros.
 
Demissão em pânico,
Linear e sóbria;
Quebrando códigos.
Um sonho tântrico
 Recuado da idolatria.
Não mais pródigos;
Os desejos,
Os beijos.
Do risco calculado,
Demitido,
Sem justa causa.
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 10/06/2005
Código do texto: T23804

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55634 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:17)
Angélica Teresa Almstadter