Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CAVALGANDO NA RELVA

Nesta estação primaveril
Pareces tão pueril
Queres rolar comigo na relva
Como se fosse uma selva

Pois desde a aurora
Que me amas e me exploras
Querendo descobrir meu universo
Que te mostro ao inverso

Mas já alvoreceu, já rompeu o dia
O sol já nasceu e mesmo assim tu não adias
Queres percorrer pelo o indefinido
Daquilo já foi todo definido

E o tempo passa
E não se atrasa
Ainda queres na relva cavalgar
Me fazendo te acompanhar

Pois o dia já se passou
E tu ainda não parou
O sol já se pôs
Mas tu te impões

E no lindo crepúsculo
Mostras a força de teus músculos
Querendo seguir em frente no anoitecer
E eu vou deixando tudo acontecer

E vendo as estrelas do firmamento
Explodimos no nosso melhor momento
E na calada da noite
Adormecemos nos braços
Depois de tanto açoite...
Maysa Barbedo
Enviado por Maysa Barbedo em 12/09/2006
Reeditado em 30/09/2006
Código do texto: T238158

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maysa Barbedo
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
2967 textos (326168 leituras)
7 áudios (1543 audições)
104 e-livros (20164 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:53)
Maysa Barbedo