Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mariana

Minhas dores,
são meus acessórios
de vida!

São ramos
tortos
que enfeiam
a flor.

Minhas dores
são feitas de cor
azeda.
Coisa que ninguém
se atreve a provar.

E se provo do amargo,
doce deixo de ser.

E se passo,passo ao largo,
coisa de homem comum,
coroado de espinhos
do invisível;
onde ninguém vê,
ninguém sabe!

Já fui prá não voltar,
já cheguei prá nunca sair.
Homem valente e amoroso
de duas portas!

Mas a porta bate duas
vezes,
cercada de som opaco;
se vai, sou eu,
se fica, fica ela,
com desdém e lágrimas.

Se parti,
foi um dia.
No passado que não
tem nem mais nome.

Agora, me perdi no tempo,
já fui pro largo
dos desaparecidos
em plena vida !

E se é por pedir,
todo mundo pede:

Volta, Mariana
eu também só sinto
dor!
José Kappel
Enviado por José Kappel em 12/09/2006
Código do texto: T238320
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26782 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:11)
José Kappel