Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

REFLEXO

No frescor de outrora, quis
ser um espelho d'alma,
o flash da fotografia,
o raio-x
para o amor refletir
a ilusão registrar,
e a essência descobrir;
Porém o tempo escasseou, passeou em mim,
e se passaram muitos fevereiros,
molhei-me em tantas auroras,
encantei-me com a vastidão dos canteiros
dos jardins dos sonhos perdidos,
perdi-me então à sombra da vida;
Hoje vejo e revejo muitos conceitos,
o espelho partiu não reflete,
a fotografia perdeu cor, traços desfeitos,
a ilusão evaporou, condensou acima,
chuva de lamentação é o reflexo;
e o que restou?
Restou a experiência vivida,
a dor do "quase"
a esperança do "se"
e a lágrima de não ter você.

Andrade Jorge
04/02/2006
ANDRADE JORGE
Enviado por ANDRADE JORGE em 12/09/2006
Reeditado em 22/11/2014
Código do texto: T238345
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (DIREITOS AUTORAIS REGISTRADOS - ANDRADE JORGE). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ANDRADE JORGE
Jundiaí - São Paulo - Brasil
1027 textos (90001 leituras)
26 áudios (1819 audições)
2 e-livros (330 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 05:56)
ANDRADE JORGE