Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O amor que eu quero

Triste, amargurado,
pensativo e só,
não sou por ela amado,
mesmo que eu tenha dado
o que tenho de melhor.

Rancor nunca senti
nem agora sentirei.
Desde o dia em que nasci,
a primeira dor que senti
foi por amor, isso eu sei

pois vivo em Deus e com Ele
o sentimento é Amor;
o ódio, a raiva, a ira,
a falsidade, a mentira
nunca merecem louvor.

Nunca lhe dei desventura,
briga nós nunca tivemos;
sempre a tratei com ternura
pois, tendo a alma pura,
nós felizes viveremos.

Mas se ela não me ama
com amor puro e sincero,
eu esperarei calado
pois amar sem ser amado
não é isso que eu quero.

Eu anseio por amor,
o amor que Deus ensina.
Sei que isso alcançarei,
por ela amado serei,
pois essa é a nossa sina.

18/02/1967
Paulo Camelo
Enviado por Paulo Camelo em 11/06/2005
Código do texto: T23938
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulo Camelo - www.camelo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Paulo Camelo
Recife - Pernambuco - Brasil, 68 anos
909 textos (260216 leituras)
36 áudios (10733 audições)
6 e-livros (1679 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:18)
Paulo Camelo

Site do Escritor