Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Solitário

Ó Deus! Por que
não sou igual aos outros?
Vivo só, sem amigo...
Não vejo razão alguma
para ter que assim viver.

Estrada longa, caminho árduo,
e eu a percorrer sozinho,
pois eu vivo solitário,
sem ninguém, sem um riso
que alegre a minha vida,
pois estou cansado e triste,
já que não tenho guarida.

Sim, não tenho um lar,
não tenho onde passar
horas de bom lazer.
Mas, meu Deus, o que fazer
se na vida não encontro
alguém que, com seu encanto,
me dê horas de prazer?

Sim, eu sei que vivo só
porque não sei me aproximar
de alguém que está perto.
Necessito de afeto,
de alguém a me amar,
eu preciso de um teto
onde possamos morar.

Mas como fazer isso,
arranjar um compromisso,
ter alguém com quem falar?
Vivo triste e solitário,
desfio o meu rosário
de dor por não amar.

25/08/1967
Paulo Camelo
Enviado por Paulo Camelo em 11/06/2005
Código do texto: T23943
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulo Camelo - www.camelo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Paulo Camelo
Recife - Pernambuco - Brasil, 68 anos
909 textos (260253 leituras)
36 áudios (10733 audições)
6 e-livros (1679 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:39)
Paulo Camelo

Site do Escritor