Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Arte de viver

Pulso dilacerado. Como espelho reflito-me
no sangue, quente, borbulhante.
Pulso arte que mina a rima delirante.
 
Vagueio no espaço entre traços febris.
Pulso cósmico, volátil, insano.
Embate dos sonhos: puro e profano.
 
Pulso ágil, obsceno, cigano
em fuga do leito desfeito, errante
pulso rítmico, mudo, berrante.
 
Tinjo o céu de raia escarlate
e troco o negro da noite.
E pulso semblante no pulso navegante!

Em ondas mergulho, torno-me espuma
Atinjo o vapor, misturo-me à chuva
Retorno ao porto, cais abandonado.

À deriva, corto em partes
Pulso vinho, pulso vivo
E bailo a vida. Pura arte.
Dora Leal
Enviado por Dora Leal em 14/09/2006
Reeditado em 11/03/2016
Código do texto: T240318
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Dôra Leal). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dora Leal
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
501 textos (25404 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 08:15)
Dora Leal