Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rodoviária

Falar de todos os teus rostos
Teus cheiros, tuas crianças
Teus pobres pedindo esmola
Teus deficientes físicos perambulando com dificuldade
Teus surdos-mudos vendendo cartéis
É vão;

És grandiosa, por menor que seja teu abrigo
São Manuel, Lençóis Paulista,
Agudos, Areiópolis,
Jales,
Santa Fé do Sul, Votorantim
Não importa
Sempre tens algo que te faz ser

Por mais que mudem as crianças deformadas
Por mais que se mostrem diferentes teus itinerários
Tuas cantinas porcas, teus pombos
Teus vendedores ambulantes
És sempre graciosa
És sempre atraente

Sempre acolhes os mais diversos tipos
Ricos executivos, humildes senhoras,
Andarilhos bêbados, que cantam fedendo a álcool
Jovens noviças, estudantes
Crianças que, antes de chegar a ti, vomitaram
E tornaram um pouco mais insuportável a espera por ti

Amo-te, não importa aonde estejas

Amo-te
Thiago Zanetti
Enviado por Thiago Zanetti em 14/09/2006
Reeditado em 11/09/2012
Código do texto: T240398
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Thiago Zanetti
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 30 anos
212 textos (41334 leituras)
68 áudios (7571 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:33)
Thiago Zanetti