Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Viva...

Viva, não vegete
Mas viva a vida como ser humano
Sonhe, mas nem tanto
Ao ponto de construir, castelos sobre a areia, em mares tempestuosos.
Sorria, mas não chegue acreditar que o sorriso constante é real.
Sofra, mas não se entregue ao pesadelo tanto que lhe possa matar o espírito.
Ame, mas não veja uma felicidade profunda e silenciosa.
Caia, mas levante-se sem deixar que os vermes lhe esmaguem.
Chore, chore muito, misture as águas da chuva a suas lágrimas derramadas que farão subir a terra flores, frutas, lagos, rios, para que mesmo com os seus olhos tristes você possa apreciar a paisagem da vida que passa.
Delza Breder Nolasco
Enviado por Delza Breder Nolasco em 12/06/2005
Código do texto: T24060
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Delza Breder Nolasco
Ilhéus - Bahia - Brasil, 92 anos
14 textos (963 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:17)
Delza Breder Nolasco