Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não importam as palavras

Se vens perguntar-me
como viver
assusto-me, detenho-me
sem respostas.
Porque,até hoje
tu me ensinaste
a desambaraçar
todos os mais
confusos novelos
de minha vida...
E agora, nesta
estranha inversão
em que me vejo
tímidamente
buscando respostas
às tuas perguntas,
como fazer?
Calar-me como
fez o Mestre
quando lhe perguntaram
o que é a Verdade?

Mas, tu sabes
que muito distante
estou desta divindade
que guarda na Alma
as soluções de todos os
enigmas.
Simples mortal,
ainda não conquistei
o direito de calar-me
ou de proferir
uma incontestável verdade.

Então, procuro
na humana compaixão,
respostas às tuas ansiosas
perguntas...
E deixo que este sentimento
fale por mim.
Porque nem sempre
importam tanto as palavras
que deverei dizer.
Mas é o abraço..
expressando o amor
de longas jornadas,
que fará teu coração
finalmente,aquietar-se.

2005


Mareluz
Enviado por Mareluz em 15/09/2006
Reeditado em 15/09/2006
Código do texto: T240907
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mareluz
São José dos Campos - São Paulo - Brasil
679 textos (19415 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:35)