Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando o verso não tem sono

Vem o sono travando
os sentidos...
O corpo pede a suprema
e reconfortante solidão
do sono reparador.
Mas o verso teima
desperto e boêmio...
Acorda os sentidos
sorri, brinda, celebra..
E faz do breve momento
uma festa...

2005



Mareluz
Enviado por Mareluz em 15/09/2006
Código do texto: T241200
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mareluz
São José dos Campos - São Paulo - Brasil
679 textos (19407 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:26)