Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEVORA-ME

Sob o clarão geométrico
das luzes acantonadas
devora-me.

No fundo cristalino
das águas sussurrantes
devora-me.

Dentro da espiral infinda
da volúpia incontida
devora-me.

Por entre perfumadas orquídeas
dos jardins crepusculares dos corpos
devora-me.
Otávio Coral
Enviado por Otávio Coral em 12/06/2005
Código do texto: T24128
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Otávio Coral
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
12401 textos (292511 leituras)
3 e-livros (1073 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/01/17 01:28)
Otávio Coral

Site do Escritor