Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Na Escuridão Silenciosa.

Na Escuridão Silenciosa.
(Sávio Assad)
 
Não, eu me nego a olhar, seu corpo na escuridão de minha mente.
Roubaste, a minha paz, meu sossego, minha liberdade, meu amor.
Me abandonaste pelos caminhos da vida, tão ingrata e insolente.
 
Eu, escravo de seus desejos e de seus encantos, me encantei.
Arrastado nas correntezas dessa paixão infinita e insolente,
Que sugou minhas energias e meu calor interno, para você.
 
Me abandonaste nessa escuridão silenciosamente e perigosamente
Onde brado a todos os cantos pelo seu nome, infinitamente.
Me cegaste as maravilhas dessa vida, mulher trigueira e feiticeira.
 
Quero me libertar dessas correntes de paixão arrebatedoura
Quero gritar para o mundo, que já não te pertenço mais.
Quero voltar a ter o sorriso nesses lábios que um dia te beijou.
Niterói - RJ - 09/09/2006
Sávio Assad
Enviado por Sávio Assad em 16/09/2006
Código do texto: T241285

Áudio
Na Escuridão Silenciosa - Sávio Assad
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sávio Assad
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
419 textos (26705 leituras)
19 áudios (1373 audições)
4 e-livros (106 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:54)
Sávio Assad