CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

Canção do exílio (paródia)

Minha terra não tem palmeiras
E nem sabiá a cantar
As aves que aqui gorjeavam,
já foram para outro lugar.

Nosso céu não tem estrelas,
nossas várzeas não tem flores
Nossos bosques estão sem vida
e nossas vidas sem amores.

Ao cismar,sozinha,à noite,
não encontro mais prazer lá.
Minha terra não tem palmeiras
e nem  sabiá a cantar.

Minha terra não tem primores
Que tais eu encontro cá.
Ao cismar,sozinha,à noite
Não encontro mais prazer lá.
Minha terra não tem mais palmeiras
e nem sabiá a cantar.

Não permita Deus que eu morra
Antes de ver o meu Brasil mudar
Onde possa ver primores, que agora não consigo enxergar
Minha terra não tem palmeiras
mas um dia ela terá.
raquel maythenand
Enviado por raquel maythenand em 02/08/2010
Código do texto: T2413296

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre a autora
raquel maythenand
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
29 textos (11651 leituras)
2 áudios (51 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/07/14 11:47)