Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mulher de Fogaréu


Foi gritando que já coloquei,
tanta coisa a perder.
Não sei como controlar
esse temperamento
que me põem o sangue a ferver.

Com certeza herdei esse fervo
daquelas montanhas geladas,
do lugar de onde vim.
Do meu avô italiano
que deixou esse desígnio,
no dia em que nasci.

O que fazer? Chorar?
Esquecer? Lamentar?
Não dá, sou assim.
Esquentada, um fervo só.
Mulher de fogaréu,
assim deviam por mim chamar.
Maria
Enviado por Maria em 16/09/2006
Reeditado em 16/09/2006
Código do texto: T241522
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria
Blumenau - Santa Catarina - Brasil
4553 textos (186031 leituras)
1 e-livros (103 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:13)
Maria

Site do Escritor