Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ARMAMENTAÇÃO


Lá / onde o morro está /
E você não vai estar porque não é lá /
Que pensa que é o seu lugar /
Mães armamentam crianças
Com leite de polvóra /
Pudim de bala de abóbora /
Suflê de Uzi /
Coca virou purê /
Sabe por quê?
Porque você não vai estar lá /
Guardado que está /
Dentro da televisão /
Assistindo / impunemente /
A grande confusão /
Entre o pecar e o pecado /
Entre ladrões de rua e ladrões no Senado /
Entre ladrões de geléia e ladrões na Assembléia /
Entre putas trabalhando e deputados safados /
Entre matar um dia para pescar /
E um dia para afogar as mágoas
Por já não poder pensar
Que lá não é o seu lugar /
De armamentar /
Armamentar crianças com festivas lembranças /
Um 38 qualquer /
Um punhado de guisado de granada /
Afinal / a vida não vale nada quando não é a sua /
Quando leite derramado na goela não for na sua /
Quando os peitos das mães oferecerem energia atômica /
Quando o uivo de um bebê for a voz supersônica /
E uma grande armamentação acontecer
Ao lado do seu quintal /
Afinal /
Não é lá que você vai estar
Quando eles descerem
Para te buscar.


 
Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 16/09/2006
Código do texto: T241676

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
6783 textos (102545 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 13:06)