Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Chuva


                   Chuva






Chove!
Miudinhos pingos compactos e constantes
(Quem diria que ontem o sol brilhava quente.)
Neste meio-dia tristonho e cinzento
Deste Agosto, neste sábado, nesta cidade,


Sempre bela, a minha,
A que me deu felicidade
E onde aprendi o sabor
De cantar a liberdade.


Chove!
Os meus olhos perseguem as gotas
Mas o meu coração não as sente
Porque apesar do melancólico dia
Sinto-me contente.




Moisés Salgado
alestedoparaiso
Enviado por alestedoparaiso em 16/09/2006
Código do texto: T241768

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
alestedoparaiso
Portugal
209 textos (4174 leituras)
38 áudios (1068 audições)
2 e-livros (28 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:20)
alestedoparaiso