Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

o mar é líquido em poesia



ais contidos na maresia

lâmina cristalina que embala quimeras 

conjunto líquido de verso-lagamar


rogo bênçãos na águas do mar

súplicas salinas e pétalas brancas (lágrimas)

ansiando paz-de-alma


espreito às margens 

o rugir do supremo Posídon 

leva-me além-mar...


neste instante há a poesia líquida

absoluta. netuno é a taça

sou o vinho e marejamos o cântico das águas

aguçamos os ouvidos do olimpo (Júpiter e Saturno) 

espreitam de imensos flocos de nuvens

o cântico das nossas emoções 

cítaras trinam a canção: mar-poesia

:

[diz a "lenda" que tal fusão acontece nos períodos eclípticos e ninguém se atreve a navegar no oceano, considerando que as águas apresentam-se revoltas e por vezes, ouve-se o canto suave e melodioso d'uma mulher (a poesia). cenário este, que até hoje, encanta os deuses e qualquer outro que exprima ternura].

marcia eduarda
Enviado por marcia eduarda em 17/09/2006
Código do texto: T242760

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (márcia eduarda®). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
marcia eduarda
São Paulo - São Paulo - Brasil
534 textos (16560 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:11)
marcia eduarda