Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poeta

I
Poeta não é para ser entendido,
Não é matemática para ser resolvido,
Não é química para ser dissolvido.

Poeta é apenas um ser humano
Despido de traje mundano,
Parecendo aos olhos deste, insano.

Distante da matemática
Liberto da gramática
Limite entre tumulto e calma
O poeta invade a alma.

      II

Poesia, fruto do poeta,
Esta sim, é para ser elaborada,
Resolvida, dissolvida, saboreada.

Tela e pintor
Melodia e compositor
Criatura e criador.

Com rimas, ritmos e versos
Alternando tumulto e calma,
É que o poeta chega a alma.
Délcio Mores
Enviado por Délcio Mores em 13/06/2005
Código do texto: T24303
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Délcio Mores
Guarapuava - Paraná - Brasil, 51 anos
101 textos (11840 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:41)
Délcio Mores