Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tempo

Tento fugir. Ele vem.
Atropelando os momentos,
Arrancando as forças,
Dizimando ilusões,
Poupando as lembranças.
É assim que ele vem.
É assim que ele age.
Tento fugir, escondo a cabeça na areia...
Inútil. Ele continua. Ele vem.
Leva o vazio, deixa a sabedoria.
Leva a inocência, deixa a experiência.
Leva muito, mas deixa mais.
E é assim que ele vem.
E é assim que ele age.
Teimas em viver na inocência?
Ele te devora.
Quer crescer? Ele te levanta,
Pois é assim que ele vem.
Às vezes vem rápido,
Outras, lento, mas contínuo.
Faz agora, pois ele não para.
Ama agora, pois ele passa.
Ainda há tempo.
Aproveita o tempo, pois
O tempo não para.
O tempo vem e passa.
Délcio Mores
Enviado por Délcio Mores em 13/06/2005
Código do texto: T24304
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Délcio Mores
Guarapuava - Paraná - Brasil, 51 anos
101 textos (11834 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:28)
Délcio Mores