Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Gravitação

Pequena sou
ante a imensidão
do Poema da Vida
e, nos versos
desejo flutuar...
ouvindo os sons
da melodia perfeita.
Mas as palavras
inquietas
trazem-me novos
significados.
Nunca repousam.

Pequena sou
ante a imensidão
do Oceano,
e, nas águas,
desejo flutuar...
contemplando
o puro azul
do Céu.
Mas as ondas
inquietas
trazem-me novas
indagações.
Nunca adormecem.

Pequena sou
ante a imensidão
do Universo
e,entre as estrelas
desejo flutuar...
procurando a Luz
que nunca se apaga.
Mas a força
da gravitação
atrai-me de volta.
Nunca se descuida.

E na queda
meteórica
percebo:
enquanto houver
tantas perguntas
que não posso
responder,
estarei aqui mesmo,
onde devo estar.

(escrito em 2005)
Mareluz
Enviado por Mareluz em 18/09/2006
Código do texto: T243237
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mareluz
São José dos Campos - São Paulo - Brasil
679 textos (19404 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:38)