Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sonetando II

                   Sonetando
                      II





Se eu soubesse rimar versos homéricos
Florbela para me ver renasceria
Capaz fosse eu d’escrever sonetos épicos
E Camões nova epopeia narraria

Viajasse eu ao interior de mim
Sem uma velhacaria encontrar
Liberto dos meus desabafos, enfim!
Junto a Pessoa podia descansar

Se os meus sentimentos fossem humanos
Tal giesta branca em manhã de natal
Ou manto a revestir os beirais profanos

Torga obraria poema imortal
Do breu onde eu só vejo vultos gelados
Candeias vãs em noite de temporal




Moisés Salgado
alestedoparaiso
Enviado por alestedoparaiso em 19/09/2006
Código do texto: T244266

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
alestedoparaiso
Portugal
209 textos (4174 leituras)
38 áudios (1068 audições)
2 e-livros (28 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:40)
alestedoparaiso