Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AUSÊNCIA...

Ausência...

Dor  demência prece sem eco
Que aos céus não chegam,insônia
Que sonho que desculpa invento
És tu companheira... Soneto á ausência.

Brasa a arder fogueira que és!!!
Tronca  lenha trazida no ombro,
Impotência  do lenhador  pensa revés.
Foice sem fio enxada sem cabo...

É desassossego sacudir das runas,
Tilintar as pedras buscando  respostas
Ler o destino ,  futuro em mente.
Maré cheia  na lua minguante, Sente...

Sintonizar  radio, fora da estação
Telescópio embaçado, vislumbrar
Eclipse em dia nublado,sim dizendo não
Ventania acendendo velas,
atiçando fogo no coração.

Fogueira acesa ardendo em brasa,
 lenha verde,por mim guardada
acumulada  na espera,de sua ausência.
Fumaça negra,pelo vento soprado.

Enormes labaredas, incontrolável fogo
no queimar o pano  devaneado.
se pequena fosse força não teria,
apagaria  emoção na ventania.
Armazenei grossos troncos na espera...

Ausência... combustível,
 concentrado no armazenar
Lenhas... Fiz a prece perdoei-me....
Labaredas incandescidas ,
salamandras dançaram...
Sequei  lágrimas queimei
Á espera.  Ausentei-me...


Deth Haak

13/06/2005
Deth Haak
Enviado por Deth Haak em 14/06/2005
Código do texto: T24449
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deth Haak
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 57 anos
547 textos (65345 leituras)
50 áudios (9714 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:03)
Deth Haak