Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Falar das coisas da vida...

Falar das coisas da vida
Falar incansavelmente do amor
Trazer do fundo d'alma
Algumas dores, anseios & desejos,
Falar o canto falado
Entre todas as cores
Desta solidão e suas flores
Por este Jardim encantado
O mar que me toma de corpo e alma
Falar desse beijo dado
Daquele que te roubei
Noutro que me negou
Falar com boca sedenta
Tuas vestes, tua tez,
De teus seios, tua nudez,
Falante andarilho, pirata da palavra,
Navegante perspicaz e noturno
Desta serra ou de palmeiras
Tua flor de laranjeira
Ávidos instintos que perambulam
Por estas e outras ruas
Daquele sinal de paz
Da sina dos desterrados
Pobres, feios & aflitos,
Como um velho junkie
De copo na mão escutando um blues
Esta mão entre tuas coxas
Falar no vasto universo
E dos outros poetas
Ter a lágrima descendo a face
Por um texto bem escrito

Ser poeta, tremendo em cada folha branca,
Com a ávida paixão por todas as palavras!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 20/09/2006
Código do texto: T244546
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120252 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:28)
Peixão