Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Noite vazia I

No bar há gente, chope e esperança
Latente em cada taça que passa
A espuma branca, flutuante e mansa
Que desce do copo logo o vento rechaça.

E do meu pensamento, quase vazio,
Ao marasmo da luz que clareia,
Busco um pouco de alento
No brilho líquido que me zonzeia.

E quando peço mais uma loirinha
Tiro do bolso a moeda, faço um carinho,
E com esse duro metal a despesa pago.

De tanto carinho puída a toalha está
Em minha lembrança teu verso eu posso ler:
“Meu amor, meu bem-querer, aonde você foi parar”.

R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 20/09/2006
Reeditado em 11/02/2007
Código do texto: T244652
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3128 textos (79545 leituras)
2 e-livros (393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 05:14)
R J Cardoso