Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Queria ser uma canoa


Sinto-me igual a um navio
parado lá em alto mar
pronto para aportar.

Seguir por um canal
profundo mas certeiro
que ao cais pudesse levar.

Sinto-me igual a um navio.
Esperando, esperando
um sinal, um toque,
para funcionar os motores
e avançar em direção ao cais.

Mas queria ser uma canoa
que navega em qualquer lugar,
do alto mar ao remanso rio
que cruza minha cidade
toda florida, quase já
em tempo de primavera.

Ah, se fosse uma canoa,
deslizaria bem quietinha
no remanso do rio até chegar
ao sopé da primeira montanha azul,
e ali atracaria, bem amarrada,
com o mais forte cipó, ao primeiro
pinheiro andino que encontrasse.

Não pode ser qualquer pinheiro,
tem que ser um pinheiro calejado
de palavras que me diga
o quanto esperou a chegada
de tão doce canoa,
e que me amarre a si tão apertado,
que nunca mais, nunca mais,
consiga dali fugir.
Maria
Enviado por Maria em 20/09/2006
Código do texto: T244662
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria
Blumenau - Santa Catarina - Brasil
4554 textos (186061 leituras)
1 e-livros (103 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:40)
Maria

Site do Escritor