Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VEM!

Vem me arranha
na manha,
abocanha
meu eu,
sou todo seu.
Ganha, lanha
meu corpo,
quebra o orgulho
e dá um mergulho
pra dentro de mim,
se assanha
gata selvagem,
me explora
na misteriosa viagem;
Implora
meu gosto,
devora
agora,
não chora,
sou seu,
vem!
Socorre meu lado
esqueça o pecado,
sou bicho cativo
sou ar
vulcão inativo;
Vem me arranha
na manha,
abocanha
meu eu;
Vem!
Eterniza o que é seu.

ANDRADE JORGE
20/09/06
ANDRADE JORGE
Enviado por ANDRADE JORGE em 20/09/2006
Reeditado em 05/04/2007
Código do texto: T244954

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ANDRADE JORGE
Jundiaí - São Paulo - Brasil
1027 textos (89989 leituras)
26 áudios (1819 audições)
2 e-livros (330 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 08:04)
ANDRADE JORGE