Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INSIGNIFICÂNCIA

Insigne ninguém
Insignificância!
Bagatela que nem valor tem,
apenas sombra, vulto na cena,
ninguém com ele contracena,
a margem dos fatos
sempre a espera,
espera um sorriso, uma fala,
espera uma migalha,
assim de lado, não atrapalha;
___ Se precisar eu chamo!
Ela disse,
afinal és um insigne,
insigne ninguém,
só porque  disse te amo,
ficou enclausurado em pomposa relevância,
caia na real e olhe sua insignificância.


ANDRADE JORGE
20/09/2006
ANDRADE JORGE
Enviado por ANDRADE JORGE em 20/09/2006
Código do texto: T244992

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ANDRADE JORGE
Jundiaí - São Paulo - Brasil
1027 textos (89996 leituras)
26 áudios (1819 audições)
2 e-livros (330 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:18)
ANDRADE JORGE