Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0329 - Minhas escritas

Quero escrever como os meus sentimentos,
desenhar você como sonhei noite passada,
fazer amor do meu jeito, como jamais sentiu,
enquanto é estrela no meu céu, da estrela que sou.
 
Marcas de nossos pés fincaram na lama da vida,
fizemos esculturas dos nãos, dos sins... nada,
espalharam-se como areia, como rastros comuns,
até que meus sentimentos pousaram em você.
 
Tenho nos ouvidos as suas falas, mulher,
não me chame pelo carinho que dou,
sou deserto quando está longe, sou fim,
dei-lhe um nome, um apelido, fiz minha..
 
Mais a noite tentarei descrever do jeito que me ama,
sonharei como se a última noite fosse a próxima,
com uma pele e outra separadas apenas pelo suor,
para deixá-la segura entre braços que lhe querem.
 
15/06/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 14/06/2005
Reeditado em 16/06/2005
Código do texto: T24553
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116243 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:24)
Caio Lucas