Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MOLHO, SEIVAS & OLHARES!

A fresca que bate da porta
Traz temperos distantes
Na secura por finas seivas
Entre olhares cortantes

Traz da maresia além-mar
Frascos, frutos e pingentes,
Desembarcados da nau escura
Procura de terras quentes

Entre a noite que se aproxima
Outras alcovas, eternos amores,
Essências cobrem teu corpo
Que busco fremente entre favores

De tal sorte, novos brilhos,
Sedas para te descobrir o corpo
Tomar tuas ânsias, teus desejos,
Para nunca te ser um estorvo

Não abdique de meus beijos
Tão pouco me venhas com injúrias
Pois sempre entrelaçamos nossos desejos
Volúpias destes corpos em fúrias

Do prazer que trago e tenho
Por esse mar de navegar agora
Por teus seios e coxas nuas
Tamanha paixão que me aflora

Passados os dias, escolho a aurora de por a nau em mar aberto, mesmo que o bom da vida esteja na espera, do próximo retorno!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 23/09/2006
Código do texto: T247094
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120252 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:23)
Peixão