Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CALANDO A VOZ...

Calando a voz...

Entro no meu espaço mental
Para ouvir o universo frontal
Gotas da chuva fina umedecem dual
Partículas flanam no atemporal.

Terceiro olho descortino físico
Calo-me, revejo programa...risco
Quanta atrocidade no mundo real
O físico descansa, sou mental.

Busco antídoto reativar limpando
Processos revendo histórico reativando.
Memórias remotas ouvem  calando.
Muito a ser feito,seguir arrumando.

No tempo presente mente e corpo
Espiritualizando as minhas sementes
Projeto na mente no físico plasmado
Potentes energias semear  viventes...

Aqui poetar não recitando ouvi-se calando
Nas  físicas poesias do EU recitando.
Calo corpo espiritual, voz co-criando
Ouço poetas que aqui passaram AMANDO...

Revejo legado assumo calando remendo
Retalhos no vento emendados
No ser impresso fazer poesias enternecendo
Seguir poetando no espaço tempo refazendo.

Deth Haak
 16/06/2005
Deth Haak
Enviado por Deth Haak em 15/06/2005
Código do texto: T24724
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deth Haak
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 57 anos
547 textos (65340 leituras)
50 áudios (9714 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:54)
Deth Haak