Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FÁBULA

jamais estarás definitivamente conquistada!

As histórias, imperfeitas, de príncipes e fadas,
da vitória do bem contra o mal, feliz final
tornam imorais romances verossímeis.
O amor contado em estado de graça
sem posição para deitar ou dormir,
onde, próximas ou distantes,
vivem as fábulas!

ah, amigo ontem,
é tão difícil, na paixão, estalar os dedos trocados!

A declaração, no hoje, jamais será a mesma
já que o temor ressacou a ponta  da língua
e a fala, não menos nervosa, ao telefone.
Hoje podemos falar da primeira vez
em que não sentimos a censura
dos molhados dedos suados:
grávidos em ternura!

 
O estado de amor é estado de graça
sem posição para deitar ou dormir,
apesar de distante ou próximos
pela sensação do toque
das mãos dadas!

ah, amigo ontem,
sei que, em união, é difícil separar mãos conquistadas!

Confiar e conviver, seja em que tempo for,
será trabalho braçal tão insano quanto
a cumplicidade no calo do quotidiano
sentindo falas do corpo confesso:
na falange, um corte sangrando
ardido de carne acebolada,
na cutícula, carinhos
de esparadrapo!

ah, amigo ontem,
sei que a separação das mãos são só para outros laços!

O dos presentes, naquela data lembrada,
serão bem recebidos desembrulhados
dos coloridos papéis de celofane.
Eu só quero a letra no cartão
trêmula da tua caligrafia
suada como na ponta
dos dedos tocadas
por palavras!

Mãos não conquistam ninguém definitivamente!

um beijo de bom-dia, é necessário
para mãos que nascem acordadas
um cuidado a mais, é indispensável
para mãos que crescem com carinho
um brincar, fora de hora, surpreende
as mãos que mesmo juntas ardem vazias.

... nenhuma mão será definitivamente alcançada!
Djalma Filho
Enviado por Djalma Filho em 15/06/2005
Código do texto: T24853
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Djalma Filho http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=686). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Djalma Filho
Salvador - Bahia - Brasil
658 textos (19521 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 00:30)
Djalma Filho