Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alívio

Passeio dias e noites em claro
Fecho os olhos mas te vejo
Durmo e sonho passe errado
Em momentos nos quais te desejo

Nem horas, nem dias, respiro
O ar fresco de teu olhar sombrio
Meu recanto é lúcido e frágio
No desejo de ter um alívio

De mántega próprio envio
Meu coração ao teu, plágio
Na locura de te ter, o brio
Na esperança de estar frágio

Decanto sorrisos sóbrio, nem
Almenos disfarço um alçário
De prazeres e delírios, um abraço
Num desejo, num alívio..
diplomata diplomata
Enviado por diplomata diplomata em 25/09/2006
Código do texto: T248659
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
diplomata diplomata
Campinas - São Paulo - Brasil, 1015 anos
14 textos (888 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:31)