Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CASSANDRA

Euna Britto de Oliveira
Site de Poesia: www.euna.com.br



A voz é de mulher.
O discurso é manso,
Mas a mensagem é dura!
Em sua fala,
A premonição de desgraças...
Tanto quanto possível,
Evito ouvir Cassandra(s).
Esquivo-me.
Desvio-me.
Preservo-me.

Madura, mais dura, resisto.
Não-violenta,
Sou avessa a terrorismo.
Não gosto que me insuflem o terror!
Já tive medo da alta do dólar,
da desvalorização da moeda nacional...
Muitas notícias são dadas
com um tom de amedrontar!
Há repórteres especialistas nisso...
Parei de ver televisão.
Parei de ler jornal.
Reservo-me.
Notícias chegam, assim mesmo.
Pela boca do povo,
Pela internet
Pelo ar...

Não tenho medo de viajar de avião,
Não tenho medo do escuro,
Minha passarinha nem bate!
Sou passarinho, e vôo...
Vou cuidar da segurança, sim.
Mas quem me guarda e defende é Deus!
Ele é o dono dos anjos que acampam
Em volta de mim,
Ao redor da minha tenda!...
Ele é o meu, Ele é o nossso Pai!

--------------------------------------------------------------------------------
Belo Horizonte, 01/02/04.

Passarinha — nome popular do Pâncreas.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Cassandra é uma personagem da mitologia grega, filha do rei Príamo e da raínha Hécuba de Tróia.

A mitologia grega conta-nos como quando Cassandra e o seu irmão gêmeo, Heleno, ainda crianças, foram brincar no Templo de Apolo. Os gêmeos brincaram até ficar demasiado tarde para voltarem para casa, e assim, foi-lhes arranjada uma cama no interior do templo. Na manhã seguinte, a ama encontrou as crianças ainda a dormir, enquanto duas serpentes passavam a língua pelas suas orelhas. A ama ficou aterrorizada, mas as crianças estavam ilesas. Como resultado do incidente, os ouvidos dos gêmeos tornaram-se tão sensíveis que lhes permitiam escutar as vozes dos deuses.

Cassandra tornou-se uma jovem de magnífica beleza, devota servidora de Apolo. Foi de tal maneira dedicada que o próprio Deus se apaixonou por ela e ensinou-lhe os segredos da profecia. Cassandra tornou-se uma profetiza, mas quando se negou a dormir com Apolo, ele, por vingança, lançou-lhe a maldição de que ninguém jamais viesse a acreditar nas suas profecias ou previsões.

Cassandra passa então a ser frequentemente considerada como louca ao tentar comunicar à população troiana as suas inúmeras previsões de catástrofe e desgraça.

Apesar de desacreditada, nem sempre Cassandra falava sem razão. Quando seu irmão Páris retorna da Grécia para Tróia e vem trazendo consigo Helena, a mulher mais bonita da época e que já era casada com Menelau, antes mesmo de reconhecê-lo, Cassandra afirmou que aquele homem trazia a ruína para sua cidade. O pai, Príamo não acreditou muito. Como seria possível que seu próprio filho fosse portador de desgraça?...

Cassandra era a personificação do pessimismo, por isso ninguém gostava dela, mesmo que ela fosse realista.


Fonte das informações: Google

--------------------------------------------------------------------------------
Euna Britto de Oliveira
Enviado por Euna Britto de Oliveira em 25/09/2006
Código do texto: T248728
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Euna Britto de Oliveira
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
995 textos (34688 leituras)
6 áudios (364 audições)
12 e-livros (692 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:32)
Euna Britto de Oliveira