Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CANINDÉ

O rio Curú de águas cristalinas e mansas,
Serpenteiam, volteiam, salpicam
as terras da pequena Canindé,
aonde São Francisco é o Santo Protetor.
Naquele rincão nordestino,
Povo temente, valente, a fé no coração entalha,
Faz da crença a vida, seguindo o destino
Louvando ao Senhor na Romaria pela rua da Palha.
Naquelas paragens seu moço
Vó Braga é a matriarca do lugar
A lida é bruta, é chão lavrado sem medo, sem esboço,
Nas fazendas Volta e Angico
Terras do mano Barroso,
É sola de pé que gasta na poeira
É mão que se caleja no agreste,
É a esperança que fica num olhar.


Andrade Jorge
direitos autorais registrados


ANDRADE JORGE
Enviado por ANDRADE JORGE em 25/09/2006
Código do texto: T248813

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ANDRADE JORGE
Jundiaí - São Paulo - Brasil
1027 textos (90006 leituras)
26 áudios (1819 audições)
2 e-livros (330 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 10:54)
ANDRADE JORGE