Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem Compromisso

Na multidão quotidiana
foi que notei em você
não sei aparecestes de onde
marquei o tempo
desde então

São em plenas refeições
que nos cruzamos em semanas
almoços nas mesmas horas
arranjo lento do tempo

Olhares e alguns cruzares
acentuamos as demoras
facilitamos  passagens
e com querer os sentares

Uma argola fatal
no dedo esquerdo da mão
trata-se de uma indicação
seu compromisso moral
problemas na situação

Esqueci
não mais pensar
não cruzar nem mesmo olhar
alguns horários trocar
melhor sem complicação

Passou-se o tempo
alguns meses
voltei
hábitos são os antigos
horários e a multidão
que surpresa
você continua
faz parte dessa legião

Mudou bastante a situação
seu dedo esquerdo está nu
não há mais brilho
da argola
seu compromisso acabou

Perdi tempo
ganhei tempo
não importa perguntar
feliz estou a voltar
novamente nos cruzar
olhares escancarados
risos sem falação
estamos mais demorados
a fazer a refeição.
             
CesarO
Enviado por CesarO em 25/09/2006
Reeditado em 25/09/2006
Código do texto: T248887
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
CesarO
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 60 anos
873 textos (24111 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:12)