Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM PAI TAMBÉM AMA

Muito já se cantou
Sobre a mãe e o amor
Que pr'os filhos, dela sai.
Parece que já se olvidou
Na vida, carinho e ardor,
Do sublime amor de pai.

Cada amor no seu lugar
Cada amor tão diferente
Dos dois, filhos carecem.
O carinho e nosso amar,
Durante a vida da gente
Pais também merecem.

"Pai a falta sentindo vou,
Faz trinta anos que partiu
Na fria sepultura desceu.
Em vida por mim lutou
Sua força nunca sumiu
E imenso amor me deu.
Não senti o seu carinho
Á sua maneira me amava.
Deu conselho e disciplina,
Endireitou o meu caminho
Quando dele me desviava
Nos devaneios de menina.
Sua severidade era amor
Protegia-me do perigo
Em que qualquer uma cai.
Hoje a isso dou o valor,
Foi o meu grande amigo
Meu querido e amado pai".

Faça como esta mulher
O seu pai não esqueceu
Nesta vida que se esvai.
O amor que ele lhe deu
Você deverá agradecer
Enquanto viva seu pai.

Nota do autor: Poema feito para o dia dos pais.
Victor Alexandre
Enviado por Victor Alexandre em 16/06/2005
Código do texto: T24894
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Victor Alexandre
Bélgica, 72 anos
274 textos (86592 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 07:59)
Victor Alexandre