Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CATAR LIXO = CATAR FEIJÃO!

Catar papel ou catar papelão
É sina do pobre desempregado.
De manhã cedinho chega ao lixão
Vestindo o seu macacão remendado
Longo dia de trabalho começa
Catando papelão tira sua renda
Trabalho duro embora não pareça
Pão seco será a sua merenda.

Á noitinha no seu velho barraco
Vai contando as suas notas de real,
Que rendeu o conteúdo do saco
Hoje a receita não foi nada mal.
Quando chegar das compras no sacolão
A sua família vai rir e pular
Sua esposa pode ir catar o feijão
Hoje seus filhinhos terão o jantar.

Se os deputados lá em Brasília
Soubessem como vive o catador
Para poder sustentar a família
Nunca solicitariam sem pudor
O aumento dos seus fartos salários.
Antes devem usar de empatia.
Coloquem-se no seu lugar por um dia.
Sejam catadores, sejam operários.

Depois de catarem o dia inteiro
Vão saber dar o verdadeiro valor
De quanto custa ganhar o dinheiro
Que faz viver família do catador.
O pobre passa a vida catando.
Catando papel, catando papelão.
Vivendo sujo e a suor cheirando.
Mas honestamente ganha o seu pão.

Catar lixo e separar papelão
Na vida do pobre desempregado
Tem sempre um grande significado:
Sua mulher vai poder catar feijão.
Victor Alexandre
Enviado por Victor Alexandre em 16/06/2005
Código do texto: T24898
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Victor Alexandre
Bélgica, 72 anos
274 textos (86467 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:15)
Victor Alexandre