Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Atrás da Porta

"...Atrás da porta
coloquei de castigo o impossível...
Enchi os espaços vazios
com o tempo que vi passar
e na febre que trago no corpo
vou queimando o querer ser feliz...
Vagando de um lado para o outro,
amo e repudio mil vezes as mesmas coisas...
Nos relógios parados ou não,
tenho as horas imutáveis,
e dentro desse corpo em febre,
trago um amor guardado em mim...
Observo de olhos vigilantes
que minúsculas estrelas piscam lá do alto,
vivendo da noite escura e silenciosa...
É a esperança de que preciso
mesmo que o cansaço rasteje...
Mesmo que me fuja a razão...
Sonhos esgarçados povoam
 minha mente e vontade,
enquanto a lassidão da espera
me traz inícios de visões...
Um grito mudo me acalma.
Sinto a minh' alma resfriada..."
Sonia Pallone
Enviado por Sonia Pallone em 16/06/2005
Código do texto: T24910

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ex: cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sonia Pallone
Atibaia - São Paulo - Brasil, 65 anos
277 textos (18107 leituras)
2 e-livros (160 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:04)
Sonia Pallone