Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DIAMANTES.

7-DIAMANTES
 
Só em ti, meu amor, há o reviver dos instantes!!
cada vez que os sentidos nos conduzem às luzes,
que em nossas almas se acendem, quando nos entregamos,
aos nossos mútuos braços de amantes.
 
Sim, porque quem ama se sublima no amor que troca
Como o buril lavra a pedra e a aperfeiçoa,
o convívio lapida e faz brunir o sentimento
de amantes, e os faz reluzir, os faz fulgir,
num igual processo,  em que se lapida o "brilhante."
 
E, de tão sólido sentimento, somos feitos,
que já provou nosso destino a firmeza,
que a solidez de que nos dá  este perfil,
determinados a vivermos o nosso amor
como a certeza daquela mineral "dureza"
da mesma pedra, a mais dura que existiu.
 
Dão-nos flores de luzes, o amor, se assim vivido!
Independente de vínculos oficiais,
que em nossos dedos, põem elos, simples anéis,
convencionalismos sociais!
 
Porém, somos tão livres ao amor,
que nos prende essa mesma liberdade!
Porque se nos queremos,
cuidamos de nos dar felicidade !
E, quando juntos, são divinais
as horas de convívio de amantes...
Têm a têmpera do esmeril, que o iluminou
fez surgir a luz, em aresta lapidar,
nosso sentimento "diamante"
a refletir de nossas almas espectrais
reflexos os mais belos, do" brilhante"...

Maria Mercedes Paiva
 
;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;
 
Maria Mercedes Paiva Paiva
Enviado por Maria Mercedes Paiva Paiva em 26/01/2005
Código do texto: T2502
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Mercedes Paiva Paiva
São Paulo - São Paulo - Brasil, 65 anos
76 textos (4368 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/16 15:57)