Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0337 - Aprender a ser alma

Parei alguns desejos no meio,
deixei recados nas portas de corações
que não me deixaram entrar,
amei todos os outros;
quando à margem de algum corpo,
construí minhas fantasias,
quando fui paixão, era amor,
quando pensei ser alma, fui de mim...
 
Posso aprender a ser alma,
quando for amor,
depois de uma paixão sem limites,
contínua, estranha,
talvez nem saiba esperar,
até que os olhos vêem
um infinito sem sombras,
até sentir no peito a calma.
 
Visitarei alguns céus, se existirem,
tornarei à terra quando puder,
preciso ser sonho quando vivo,
não nascer depois,
como a grama em um jardim fechado,
sem flores,
estreita em uma trilha fúnebre,
não serei alma, apenas morto.
 
19/06/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 16/06/2005
Código do texto: T25035
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116252 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:16)
Caio Lucas